2017-04-07

Hinários

Últimos hinos recebidos


Mestre Imperador Raimundo Irineu Serra

O Cruzeiro

Santa Missa

Diversões do Mestre


Antônio Gomes

Amor Divino

Um dos Companheiros de Mestre Irineu, Antônio Gomes da Silva nasceu no Ceará em 30 de abril de 1885. Em 1921 veio com toda a família trabalhar nos seringais do Acre. Conheceu a Doutrina do Daime no ano de 1938, e ao falecer em 1946 legou à irmandade o seu caderno de hinário, intitulado “Amor Divino”, composto de 39 hinos. Um outro hino seu, “Senhor Amado”, que não faz parte de seu caderno, é o que abre o Caderno de Missa.
 


Germano Guilherme

Sois Baliza

Germano Guilherme dos Santos nasceu no Piauí em 1901. Mudou-se com sua família para Rio Branco, Acre, onde ele viveu trabalhando nas colônias. Ao servir a Guarda Territorial, Germano conheceu Raimundo Irineu Serra. Não só foi um dos primeiros seguidores do Mestre Irineu, acompanhando-o desde 1928, como foi o primeiro a receber hinos junto do Mestre. Faleceu em 1964, deixando seu caderno de hinário, o “Sois Baliza”, como um dos alicerces da Doutrina que ajudou a fundar.


João Pereira

Seis de Janeiro

Um dos primeiros membros da Doutrina de Juramidam, João Pereira nasceu em Porongaba, Ceará, no fim do século 19. Não se sabe a data de sua transferência para o Acre. João Pereira possui um dos cinco hinários tidos como base da Doutrina. Mestre Irineu sempre se referia a ele como “o General do Conforto”, por aquilo que seu hinário transmitia de bom dentro dos trabalhos em que era cantado. Faleceu em 1954.
 


Maria Damião

O Mensageiro

Maria Marques Vieira nasceu em Belém do Pará em 1917, e começou a tomar Daime com o Mestre quando tinha dezoito anos e já era uma mulher casada. Espiritualmente, Maria Damião recebeu um dos mais belos hinários da Doutrina, hoje batizado como “O Mensageiro”, composto de 49 hinos. No dia 02 de abril de 1949, Mestre Irineu e seu grupo se despediam de dona Maria Marques Vieira aos 32 anos de idade. Maria Damião também fala de sua passagem para a vida espiritual em seu último hino, que recebeu o nome de “Despedida”.


João Pedro

Relógio de Luz

João Pedro era uma pessoa muito doente e seu hinário relata seu processo de cura. Ele vivia em casa do Presidente Leôncio Gomes, como um agregado da família Gomes, pois manteve-se solteiro. Durante muitos anos este caderno de hinário esteve por desaparecido e foi recuperado graças a uma encomenda do Padrinho Wilson Carneiro. Foi recuperado com Dona Maria Nunes, que apesar de não frequentar muito a igreja devido a idade, era fardada da antiga sede do Mestre e zelava o Relógio de Luz.


Mestre Conselheiro Luiz Mendes do Nascimento

O Centenário

Os Chamados

Novo Horizonte

 


Madrinha Rizelda Brito do Nascimento

Hinário da Mad. Rizelda

Esposa do Sr. Luiz Mendes do Nascimento.

 


Saturnino Brito do Nascimento

Pequenininho

Rei Curador

 


Solon Brito do Nascimento

Mistérios da Natureza

Novo Plano

 


Augusta Cordeiro

Hinário Augusta Cordeiro

Esposa de Solon Brito do Nascimento.

 


Holderness Brito do Nascimento

O Valor De Quem Ensina

 
 
 


Madrinha Francisca do Nascimento Furtado

 

 

 


Ana de Souza

A Alvorada

Era casada com o Senhor Elias Alves de Brito, fazendo parte do grupo de seguidores que o Mestre Irineu trouxe para morar no Alto Santo. Deixou estes 26 hinos que se destacam por sua mensagem, um pequeno caderno de hinário de força e transformação, que podemos até comparar com outros pequenos hinários recebidos por mulheres, como o da irmã Maria Damião ou da Madrinha Rita, que parecem mais curtos, concentrados, para assim elevarem o nível do trabalho. Ana de Souza, mãe da Madrinha Rizelda Brito do Nascimento, esposa do Padrinho Luiz Mendes, já partiu para o lado do Mestre, mas apresenta aqui, através da voz de sua filha e de seus descendentes, todo o vigor das filhas diletas da Rainha da Floresta.


Elias Alves de Brito

Jesus Cristo

Esposo de Ana de Souza, pai da Madrinha Rizelda Brito do Nascimento. Também já partiu para o lado do Mestre. O único hino por ele recebido é cantado ao término do hinário de sua esposa.


Francisco Fernando Filho – Tetéu

O Assessor

Francisco Fernando Filho nasceu no dia 13 de dezembro de 1917, em São Luis do Ceará. Trouxe de lá o apelido Tetéu, pois era costume seu dormir pouco, como o pássaro tipicamente nordestino que não dorme, só cochila, e chama-se tetéu. Chegou ao Acre por volta de 1960 e se estabeleceu perto do Alto Santo com esposa e filhos. Em 1963, tomou Daime pela primeira vez das mãos do próprio Mestre. No dia 21 de junho de 1985 desencarnou, deixando muitas saudades e recordações e um belíssimo hinário constituído de 132 hinos (e mais sete hinos que ele ofertou de presente).


Percília Matos da Silva

Bandeira da Paz

Percília Matos da Silva, zeladora da obra do Mestre Irineu, começou a tomar Daime ainda muito criança. Como responsável que foi em dar forma escrita aos hinos formadores da Doutrina, ela se tornou a gerente-geral dos hinários, e assim tinha o encargo de passar a limpo os hinos recebidos, ou seja, corrigi-los. Percília “Taio Ciris Midam” Matos da Silva foi chamada pelo Velho Juramidã a viver no meio das flores, junto da Virgem Maria e Nossa Senhora da Glória, no dia 27 de outubro de 2004.


Tuffi Rachid Amim

Eu Sou Feliz (Gravação Fortaleza)

Tufi Rachid Amim nasceu em Rio Branco-Acre, em 10 de maio de 1952. Quando criança estudou na Escola O Cruzeiro, fundada pelo Mestre Raimundo Irineu Serra, no Alto Santo, e teve como professora dona Percília Matos da Silva. Tufi conheceu o Daime no ano de 1979 e em 1985 se filia a linha do Mestre Irineu no Centro Livre presidido pelo Mestre Conselheiro Luiz Mendes do Nascimento, Centro ao qual pediu fardamento. O hinário “Eu Sou Feliz” começou a ser recebido do Astral Superior por Tufi Amim no ano de 1987. O hino 40 foi recebido no dia 27 de outubro de 2004 e anunciava o passamento de Percília Matos. Foi somente às 3 da tarde do dia 3 de maio do ano da graça de 2010 que Tufi Rachid Amim partiu para a vida espiritual. Foi para “junto de Mamãe”, atendendo o chamado do Velho Juramidã.


Rubilam Chaves

Estrelinha do Céu

Já se encontra ao lado do Mestre. Deixou quatro hinos, cantados antes do hinário de seu amigo Tufi Rachid.


Francisco Ribeiro

Bem Cedinho


Trabalhos de Cura

Os Chamados

Rei Curador

João Pedro

Chico Ribeiro


Hinários das Mulheres (Cantados na Semana Santa)

Ana de Souza

Percília Matos

Mad. Rizelda

Mad. Francisca Mendes

Maria Damião

Dona Cecília

Dona Maria Abreu

Dona Maria Costa

Augusta Cordeiro

Evânia Maria