Novo Horizonte: 48. É belíssima a santidade

 

 

É belíssima a santidade
Vale apena apreciar
Dentro da purificação
Ouvi o Mestre falar

Ouvi com muita atenção
No coração vou guardar
O Mestre fala tão bonito
Fala, fala e falara

Pronto, meu bom irmão
Sou amigo e companheiro
Estou te dando uma santa mão
Se perfile a minha esquerda

Já foi dito e bem dito
Represento um coqueiro
Se encosta na minha sombra
Sou o Mestre hospitaleiro

Meu Mestre, me dê licença
A palavra vou retomar
Estou dando um testemunho
O meu Mestre aqui está

Vós me dê a minha saúde
E tudo que eu precisar
Está tudo em vossas mãos
Basta se acreditar

Eu agradeço a Mamãe
Eu agradeço aos meus irmãos
Agradecendo a este astral
Que é todo de Juramidam